BANDA CANDYLÓ

Resultado dos cursos oferecidos pela Escola de Música Pracatum, a Candyló surgiu a partir da necessidade de gerar uma perspectiva de renda e profissionalização dos jovens talentos da escola dentro da cadeia produtiva musical, oferecendo suporte técnico profissional, orientação artística e de mercado.

A banda Candyló atualmente é formada por 11 estudantes que utilizam percussão, canto, harmonia e samplers na composição de ritmos e melodias. Além de participarem dessa ampliação de repertório e do trabalho com textos de compositores consagrados, os integrantes da banda participam da escolha do repertório e da elaboração dos arranjos.

Workshops, oficinas, elaboração de material didático, intercâmbio cultural, desenvolvimento de formas utilizáveis e sustentáveis de tecnologias musicais, entre outras atividades, dão a esses músicos oportunidades de desenvolvimento profissional diferenciado.

A musicalidade da banda provém do trabalho de pesquisa de ritmos surgidos no Candeal, na capital baiana a partir dos anos 1980 com o movimento Vai Quem Vem. O grupo alia os ritmos desenvolvidos no bairro, como tamanquinho, pixote e aremba, a ritmos universais, como funk, reggae, rock e dance. O resultado é uma música universal, mas cheia de referências percussivas locais, utilizando instrumentos eletrônicos e acústicos.

“A maior importância desse trabalho para os jovens é poder conviver com situações reais da cadeia produtiva da música e estarem inseridos em todos os processos do que significa viver de música”, afirma Gerson Silva, diretor musical do grupo, que já trabalhou com nomes como Caetano Veloso, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Gilberto Gil e Lenine.

Desde a sua criação, no ano de 2011, o grupo já participou de diversos eventos como: