AFROBOOK

13244868_1299604656736121_4259692293695703412_n

APRESENTAÇÃO 

O projeto Afrobook é uma iniciativa da Associação Pracatum Ação Social – APAS com apoio da Natura Musical e incentivo do Governo do Estado da Bahia, através do Faz Cultura. Composto de um inédito mapeamento, pesquisa e sistematização dos ritmos afro-baianos, o Afrobook visa perpetuar a base original da cultura oral, levando em consideração os aspectos históricos, políticos e estéticos, além de contribuir no registro de um legado cultural riquíssimo que corre o risco de se perder no tempo.

Até meados do século XX, as manifestações afro-baianas estavam mais ligadas aos batuques e sambas de roda. A partir destas bases rítmicas e em meio a uma mobilização social sobre o reposicionamento dos negros na sociedade brasileira, a música se transformou em um poderoso instrumento para as reinvindicações e luta por plenos direitos. Em 1949, surgiu a primeira agremiação (Filhos de Gandhy) que levou do Candomblé para as ruas o Ijexá e, a partir de 1970, novas agremiações começaram a criar seus próprios ritmos. O Afrobook irá mapear, pesquisar e sistematizar as partituras do Ijexá ao Samba-Reggae, do Samba Afro e suas variações para a publicação de um livro em versão impressa e digital (E-book), contendo além de informações históricas, políticas e estéticas sobre os ritmos, partituras e mostra em áudio.

O produto final (Livro impresso e E-book) será uma rica fonte de pesquisa para músicos, estudiosos da cultura afrobrasileira musical, estudantes de música e demais interessados, contribuindo assim para a memória e para o legado da música percussiva.

EQUIPE 

Selma Calabrich –  Administradora de Empresa, é Diretora Executiva da Associação Pracatum Ação Social desde 2006. Responsável pela direção, supervisão e coordenação geral do Afrobook.

Gerson Silva – Músico, arranjador e produtor musical, vencedor do Grammy Latino e de reconhecido trabalho no universo da música Gerson Silva assina a Direção Musical da pesquisa do Afrobbok.

Jaime Sodré – Mestre em Teoria e História da Arte pela UFBA e doutorando em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). O prof. Jaime Sodré autor de rica bibliografia sobre estudos afro-brasileiros desenvolve a coordenação e orientação metodológica do Afrobbok.

José Izquierdo – Músico percussionista, professor e pesquisador dos rítimos afrocubanos e afro-brasileiros José Izquierdo integra a equipe como pesquiquisador responsável pela transcrição e registro das células ritimicas.

José Maurício C.D. Bittencourt – émestreem Ciências Sociaispela Universidade Federal da Bahia (UFBA) 2009/2011, com experiência em pesquisa e projetos sociais e culturais é o Produtor responsável pelo Afrobbok.

INTRODUCTION 

The Afrobook Project is an initiative of the Associação Pracatum Ação Social – APAS (Pracatum Social Action Association) with support from “Natura Musical” and with the encouragement from the state government of Bahia through “Fazcultura”. Composed of a unique mapping, research and systematization of African-Bahian rhythms, the Afrobook aims to perpetuate the original basis of the oral culture, considering the historical, political and aesthetic aspects, besides of contributing in the record of a rich cultural legacy that is in danger of being lost in time.

Until the mid-twentieth century, African-Bahian manifestations were more linked to “batuques” and “sambas de roda”. From these rhythmic bases and in the midst of a social mobilization on the repositioning of blacks in Brazilian society, music became a powerful tool for claims and fights for full rights. In 1949 the first association (Filhos de Gandhy, that came from “Candomblé”, took the “Ijexá” to the streets, and from 1970 new associations began creating their own rhythms. The Afrobook is going to map, search and systematize the scores from Ijexá to Samba-Reggae and Samba Afro in all its variations, to publish a book in print and digital version (e-book), containing not only historical, political and aesthetic information about the rhythms, but scores and sound samples.

The final product (printed book and e-book) will be a rich source of research for musicians, students of African-Brazilian culture, music students and other interested parties, thus contributing to the memory and the legacy of percussive music.

TEAM 

Selma Calabrich – Business administrator and executive director of the social Project Pracatum School since 2006. She is responsible for the general direction, supervision and coordination of the Afrobook.

Gerson Silva – Musician, arranger, producer and winner of the Latin Grammy Awards. Recognized for his work in the universe of music, Gerson Silva signs the musical direction of the Afrobook research.

Jaime Sodré – Holds an MA in Art theory and history from the UFBA and is a doctoral candidate in education and contemporaneity in the University of the State of Bahia (UNEB). Professor Jaime Sodré, who is also author of rich literature on African-Brazilian studies, develops the methodological coordination for the Afrobook.

José Izquierdo – Musician, percussionist, teacher and researcher of African-Cuban and African-Brazilian rhythms. José Izquierdo integrates the team as a researcher, responsible for the transcription and recording of rhythmic cells.

José Maurício C.D. Bittencourt – He holds an MA in social sciences from the Federal University of Bahia (UFBA) 2009/2011. With his experience in research and social such as cultural projects, he is the producer responsible for the Afrobook.

LIVROS 

MUKUNA, Kazadi wa. Contribuição bantu na musica popular brasileira. São Paulo, Global Editora, 1977.